###leftbanner###
Notebookcheck

Análise do Tablet/MID Motorola Xoom 2 MZ616

Patrick Afschar Kaboli (traduzido por Ricardo Soto), 05/08/2012

Evolução Elegante. O sucessor do Xoom já está aqui: o Xoom 2. O novo tablet tem um melhor visual e se desempenha mais rapidamente graças ao seu hardware atualizado. Mas será que ele é suficientemente veloz para competir com a mais recente geração de tablets? Colocamos o Xoom 2 (16 GB com 3G) sob teste.

Um ano atrás, a Motorola revelou o primeiro tablet equipado com o Chipset Tegra 250 da nVidia com o Android 3.0 OS: o Xoom. O tablet estava equipado com um CPU dual-core ARM Cortex A9 (1 GHz) e 1 GB de RAM, fazendo com que ele seja tremendamente veloz e a inveja da concorrência.

No ano passado, os tablets evoluíram a um ritmo alarmante. Hoje em dia, a maioria dos tablets usa nVidia Tegra 2 e os fabricantes de tablets, como a Apple, Samsung e LG, estão lançando novos tablets constantemente com hardware mais veloz. Em termos de desempenho, os mais recentes tablets podem deixar os tablets Tegra 2 de um ano atrás, comendo poeira. Por isso a Motorola tinha que acordar e atualizar o seu único tablet com o hardware mais recente. O resultado final é o Xoom 2

O nosso modelo de teste possui 16 GB de armazenamento e um módulo wireless 3G. O Xoom 2 também está disponível com 32 GB de armazenamento e com/sem 3G. Uma versão mais compacta, o Xoom 2 Media Edition (tela de 8,2 polegadas e Som Surround), também é oferecido pela Motorola. Adicionalmente à configuração mencionada anteriormente, a nossa equipe também testará o Motorola Xoom 2 Media Edition e irá apresentar os resultados e uma análise diferente.

Case

O tablet definitivamente está mais bonito - o Xoom 2 tem apenas 9 mm de espessura (em contraste com o seu predecessor: 12 mm). Suas bordas aplanadas fazem-nos lembrar dos bem sucedidos smartphones Razr que também são produzidos pela Motorola. O visual do Xoom 2 é uma questão de gosto, mas nós gostamos. O acabamento do predecessor era perfeito, e felizmente também é o caso do Xoom 2. Embora, o Xoom 2 não tenha um case monobloco, o tablet dá uma ótima sensação na mão e não se flexiona nem recua e também não emite barulhos durante sua manipulação.

O Xoom 2 tem um ótimo visual graças à sua borda preta e tela de 10,1 polegadas, porém, ainda é compacto: 253,9 x 173,6 x 8.8 mm. Em comparação com o seu predecessor, o Xoom 2 ficou mais leve. O modelo de teste pesa apenas 602 gramas, o qual significa que pode ser usado de forma confortável durante horas (jogos, navegar pela web, ler, etc.).  Como outros tablets com Android Honeycomb (Android 3.x OS), o Motorola Xoom 2 não possui botões físicos na frente. De fato, os únicos botões físicos no tablet são os obrigatórios botão interruptor e a roda de volume, o qual pode ser encontrado no lado direito posterior do nosso modelo de teste.

Conectividade

Micro USB 2.0, Mini HDMI-Out and ...
Micro USB 2.0, Mini HDMI-Out and ...
... microSIM
... microSIM

No coração do segundo Xoom está um processador dual-core. O Xoom original também usava um CPU dual-core, mas era produzido pela nVidia. O Xoom 2 usa o OMAP 4430, que é produzido pela Texas Instruments, e possui dois núcleos Cortex A9 que funcionam a 1,2 GHz (quase 20% mais veloz). O modelo de teste possui a mesma quantidade de RAM que seu predecessor: 1 GB. Nosso modelo de teste também tem 16 GB de armazenamento flash. Existem vários rumores de conflitos flutuando pela Internet, sobre um compartimento para microSD. O fato é que: o nosso modelo de teste de 16 GB não possui um compartimento para microSD. No entanto, a Motorola oferece um Xoom 2 de  32 GB e uma edição compacta com uma tela de 8,2 polegadas. O sistema operacional do novo tablet é o Android Honeycomb 3.2 – não é o mais recente, porém, é confiável e veloz. 

As portas do tablet não mudaram muito. O Xoom 2 possui um Micro USB 2.0, uma interface Mini HDMI e um conector para fones de 3,5 mm. A Motorola também equipou o tablet com uma interface de infravermelho. Dois alto falantes estão integrados no tablet (na parte superior esquerda e direita do lado posterior). A interface docking (encontrada no Xoom do ano passado) foi removida, provavelmente devido à baixa demanda de uma solução docking para tablets. O Xoom 2 é carregado através de uma interface Micro USB. Um cabo de carregador (2 metros) é fornecido na entrega, e à diferença de outros tablets, o Xoom 2 pode ser carregado conectando o equipamento a um a PC/Mac. O usuário irá receber uma mensagem popup lembrando que o carregamento com um PC/Mac é mais lento que com uma tomada. 

Software

Os usuários precisam instalar o software MotoCast para acessar o armazenamento flash de seu Xoom 2. A instalação no PC/Mac é fácil, a instalação obtém os arquivos da Internet e configura o software. Um ícone do Xoom é colocado na área de trabalho e fazer clique nele abrirá os conteúdos do tablet. O armazenamento flash somente pode ser acessado com este software. Os usuários que precisam transferir alguns arquivos com rapidez, desde um PC Office, enfrentarão esta inconveniência. O software funcionou perfeitamente em nossos testes e oferece ótimos recursos, como, por exemplo, streaming de vídeo do PC para o tablet. O usuário pode instalar o software em um PC domestico e deixá-lo rodando. Isto permitirá que ele/ela tenha acesso aos arquivos remotamente, através do tablet. À diferença dos serviços baseados em nuvem, como Dropbox ou iCloud, o software MotoCast não deixa dados sensíveis na web.

A Motorola não alterou a interfaces de usuário Android. O Xoom 2 é divertido de usar, graças aos úteis Aplicativos pré-instalados, como Evernote ou Quickoffice HD. 

É possível usar o Xoom 2 como um controle remoto infravermelho com a ajuda de um aplicativo: Dijit. Infelizmente, a funcionalidade remota do modelo de teste não se compara com a de ótimo controles universais, como o Logitech Harmony.

Sem software MotoCast, o Xoom 2 não consegue mostrar seus arquivos em um PC/Mac.
Sem software MotoCast, o Xoom 2 não consegue mostrar seus arquivos em um PC/Mac.

Comunicação e GPS

Velocidade WLAN Xoom 2
Velocidade WLAN Xoom 2
Velocidade WLAN PC Desktop (Fonte: speedtest.net)
Velocidade WLAN PC Desktop (Fonte: speedtest.net)

Este modelo 3G do Xoom 2 não dá motivos para reclamar. O tablet suporta o mais recente padrão WLAN 802.11n (a 2,4 GHz de freqüência) e também suporta HSPDA e HSUPA (redes móveis). Teoricamente, o tablet pode atingir taxas de download de até 21 MB/s e 5,76 MB/s de upload. Com os nosso cartões SIM da o2 e Vodafone não conseguimos atingir mais de 10 MB/s nos downloads, porém, isto é mais que suficiente. Isto torna o Xoom 2 em um ótimo hotspot móvel e fornece ao usuário a liberdade de conectar vários equipamentos à Internet com o tethering - uma função que agora é padrão em todos os equipamentos Android. A Motorola usa um MicroSIM para o tablet. O modulo WLAN funciona muito bem e com o nosso pacote DSL16000+, o Xoom 2 pôde atingir velocidades de um PC conectado diretamente ao roteador com um cabo Gigabit LAN.

Tecnologia Bluetooth 2.1 EDR Integrada permite aos usuários usar fones wireless e transferir dados entre o tablet e outros equipamentos móveis sem um a cabo. Um módulo A-GPS finalize os módulos de comunicação do Motorola Xoom 2. Graças à livre navegação do Google Maps, o tablet pode ser usado como um navegador móvel em tempo real. No entanto, para este fim, o seu tamanho pode ser um problema.

Câmeras e Multimídia

Posicionamento elegante: a câmera
Posicionamento elegante: a câmera

Ninguém precisa de um tablet para fotografia séria, mas se tornou padrão equipar os equipamentos móveis com câmera de alta resolução. O Motorola Xoom 2 possui duas câmeras integradas: a câmera frontal (1,3 MP) e a câmera traseira (resolução de 5 milhões de pixels e pode gravar vídeos de em 720p - 1280 x 720 pixels). A câmera tem um flash de LED e auto-foco, mas o zoom é apenas digital.

A qualidade da câmera posterior atende o padrão de um tablet ou smartphone. Desde que a iluminação seja boa, as imagens são nítidas e têm cores vivas. No entanto, a medida que a luz diminui, as imagens se tornam claras e as cores, pálidas. No fim da tarde ou à noite, inútil tirar fotos com o tablet (o flash de LED não ajuda). A câmera demora um pouco para tirar uma foto e são tiradas por um botão virtual na tela.

O reprodutor de vídeo do Motorola Xoom 2 é bastante bom. Ele pode reproduzir vídeos HD com uma resolução de até 1920 x 1080 pixels e aplicativos alternativos podem reproduzir até mesmo o popular formato MKV. Infelizmente, a reprodução de 1080p nem sempre foi fluida no nosso modelo de teste. Algumas vezes o vídeo e o áudio estiveram fora de sincronia. Gravar com menos resolução 720p, permite uma reprodução mais fluida. No geral, desfrutamos da reprodução de vídeo na tela de 10,1 polegadas. O Xoom 2 suporta Flash, o que significa que pode reproduzir os vídeos incrustados, encontrados  em websites. Recomendamos o uso do aplicativo Youtube (encontrado no Google Play Store) para vídeo do Youtube. Para concluir: o Motorola Xoom 2 pode gravar vídeos em 720p mas a qualidade é a mesma que aquelas das fotos.

Xoom 2: sem zoom
Xoom 2: sem zoom
Xoom 2: zoom médio
Xoom 2: zoom médio
Xoom 2: 3x zoom
Xoom 2: 3x zoom
Referência: Nikon D40 18-55, sem zoom
Referência: Nikon D40 18-55, sem zoom
Referência: Nikon D40 18-55, zoom médio
Referência: Nikon D40 18-55, zoom médio
Referência: Nikon D40 18-55, zoom máximo
Referência: Nikon D40 18-55, zoom máximo
Air Attack HD
Air Attack HD

Jogos

Os tablets modernos são capazes de executar jogos de consoles antigas. Graças aos controles de contato direto e os sensores, os jogos em tablets são uma nova experiência que atrai um grande público. A quantidade de vendas nas lojas Google e Apple demonstram o nosso ponto. O Motorola Xoom 2 e um excelente tablet para os jogos. Os jogos mais recentes, como, Angry Birds Space, Sonic Racing ou Air Attack HD, funcionam de maravilha na tela de 10,1 polegadas. Os controles são fáceis de usar e os alto falantes integrados fazem com que os jogos sejam muito mais divertidos. Embora os alto falantes não possam  fazer milagres, fazem um bom trabalho.

Dispositivos de Entrada e Interface

Os tablets Android usam a tela táctil como principal método de entrada.Teclas físicas, como o botão interruptor e roda do volume, são fornecidos, dado que são absolutamente indispensáveis. Estas teclas estão na parte posterior do equipamento , o qual faz com que sejam difíceis de usar, algumas vezes. Como tempo um chega a se acostumar a isto, mas ainda é perturbante quando pressionamos a tecla errada. Adicionalmente, a rodagem em páginas web ou sobre uma longa lista, não é fluida – este também era um reclamos que tínhamos sobre o predecessor.

O sistema operacional não mudou muito. O Xoom 2 roda Android Honeycomb (versão 3.2.2) e de desempenha bem no tablet. No entanto, certas falhas na interface precisam ser resolvidas. Como antes, não todos os aplicativos usam os mesmos controles, portanto, o usuário deve se adaptar bastante. Isto significa que vários menus de contexto, podem surgir durante o uso e inclusive existem alguns programadores que criam programas que usam apenas menus. Vamos ter que esperar e ver se o Android 4 traz algumas mudanças. Felizmente, a Motorola anunciou o será atualizado para a versão 4 do SO Android (Ice Cream Sandwich).

Pudemos utilizar o teclado virtual sem problemas. No modo paisagem, as teclas são suficiente grandes  para premê-las com uma precisão razoável, o qual significa que o usuário pode digitar a uma boa velocidade. No modo retrato, as teclas ficam muito apertadas. Achamos a entrada de voz interessante. Ela ainda está na etapa de teste beta. Em comparação com a Apple, o reconhecimento de voz da Google não é muito bom. No entanto, a guia de navegação ao destino funciona bem, desde que o destino já esteja salvo no equipamento.

Tela

Um comprador sempre considera se um tablet é ergonômico e confortável para o uso. Como tal, a parte mais importante de um tablet é a tela, dado que suporta entrada e saída do equipamento. A Motorola afirma que o Xoom 2 possui uma tela muito mais avançada que o primeiro Xoom. No entanto, ela ainda não revelou mais detalhes. A resolução da tela capacitiva multi-touch display é a mesma que a d do predecessor: 1280x800 pixels. O tablet usa vidro Gorilla resistente aos arranhões e tem um revestimento à prova d’água, o qual torna possível usar o tablet inclusive sob a chuva. Supostamente, a Motorola também aplicou o revestimento ao hardware dentro do equipamento. No geral, esta é uma característica interessante e será definitivamente um bônus para o suo em exteriores.

413
cd/m²
420
cd/m²
407
cd/m²
390
cd/m²
430
cd/m²
400
cd/m²
384
cd/m²
409
cd/m²
384
cd/m²
Distribuição do brilho
Informações
Gossen Mavo-Monitor
Máximo: 430 cd/m²
Médio: 404.1 cd/m²
iluminação: 89 %
iluminação com acumulador: 430 cd/m²
Preto: 0.57 cd/m²
Contraste: 754:1
Revestimento à prova d’água
Revestimento à prova d’água
Bons ângulos de visão graças ao painel IPS
Bons ângulos de visão graças ao painel IPS

A superfície da tela é muito lisa, mas os dedos molhados têm dificuldade para se deslizar sobre ela. A tela táctil é precisa e reage instantaneamente à entrada táctil. A maioria dos gestos causa que o equipamento engasgue ligeiramente. Isto já pode ser notado ao desbloquear a tela. O usuário também terá que ter um pouco de paciência com a rotação automática do conteúdo da tela. Graças ao painel IPS, o Motorola Xoom 2 possui ótimos ângulos de visão. Em ângulos planos, o usuário terá problemas para ler a tela, principalmente devido à tela refletiva. As cores mostradas são satisfatórias e o brilho da tela atinge até 430 cd/m2 e é mais que suficiente  para a maioria dos ambientes. No entanto, sob a luz direta do sol, o tablet se torna um buraco negro. Como ocorre com qualquer outro tablet com tela refletiva, é um imã para as impressões digitais – o usuário precisará de um pano de limpeza.

A distribuição do brilho é boa e somente cai ligeiramente nas esquinas inferiores. Isto não é notório durante o uso. Graças ao bom valor de escuridão, o Xoom 2 tem um alto contraste e isto faz com que assistir vídeos ou executar jogos seja um prazer no tablet.

Desempenho

Em comparação ao predecessor, o CPU do Xoom 2 tem uma freqüência de 1,2 GHz (20% superior). Esta vez a Motorola escolheu a Texas Instruments para o seu CPU dual-core e não a nVidia. Para ser exatos: o processador é o TI OMAP 4430. Este CPU é produzido no formato de 45 nm e funciona com a arquitetura ARMv7. O Xoom 2 também está equipado com uma RAM LPDDR2 de GB de 32 bits "Dual-Channel". O chip gráfico integrado e um PowerVR SGX540, que funciona a 304 MHz.

De outra forma, o tablet não mudou muito. O tamanho do cache e da RAM permaneceram as mesmas. Não achamos que o tablet é muito mais rápido que o seu predecessor. Esta suspeita é confirmada por nossos benchmarks. Embora o modelo de teste da Motorola se desempenhe bem nos testes, não consegue pontuar muito mais alto que o seu predecessor. Nos benchmarks Browsermark e Google V8, fpi registrado um pequeno aumento do desempenho. No entanto, no teste SunSpider, o modelo de teste fica atrás de seu predecessor. Nos benchmarks sintéticos, o modelo de se desempenha ligeiramente melhor. O Xoom 2 pode se desempenhar bastante bem e pontua bem melhor que o Xoom original. Mesmo assim, não consideramos uma grande diferença no desempenho.

Google V8 Ver. 6 - --- (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
712 points ∼6%
Motorola Xoom WiFi/UMTS
GeForce ULP (Tegra 2), 2 (250), 32 GB SSD
661 points ∼6% -7%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
1649 points ∼14% +132%
Apple iPad 3. Gen 2012-03
SGX543MP4, A5x, 64 GB SSD
866 points ∼7% +22%
Sunspider
0.9.1 Total Score (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
1761.2 ms * ∼17%
Motorola Xoom WiFi/UMTS
GeForce ULP (Tegra 2), 2 (250), 32 GB SSD
2064 ms * ∼20% -17%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
1870 ms * ∼18% -6%
Apple iPad 3. Gen 2012-03
SGX543MP4, A5x, 64 GB SSD
1860 ms * ∼18% -6%
1.0 Total Score (sort by value)
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
1257 ms * ∼31%

* ... smaller is better

Browsermark 1.0 - --- (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
98343 points ∼18%
Motorola Xoom WiFi/UMTS
GeForce ULP (Tegra 2), 2 (250), 32 GB SSD
92331 points ∼17% -6%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
119777 points ∼22% +22%
Apple iPad 3. Gen 2012-03
SGX543MP4, A5x, 64 GB SSD
126324 points ∼23% +28%
Linpack Android / IOS - Single Thread (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
43.28 MFLOPS ∼4%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
47.5 MFLOPS ∼5% +10%
Linpack Android / IOS - Multi Thread (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
71.87 MFLOPS ∼3%
Motorola Xoom WiFi/UMTS
GeForce ULP (Tegra 2), 2 (250), 32 GB SSD
34.514 MFLOPS ∼1% -52%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
101 MFLOPS ∼4% +41%
Smartbench 2012 - Productivity Index (sort by value)
Motorola Xoom 2 MZ616
SGX540, OMAP 4430, 16 GB SSD
2564 points ∼25%
Asus Eee Pad Transformer Prime TF201
GeForce ULP (Tegra 3), 3, 16 GB SSD
3476 points ∼33% +36%

Emissões

Típico para um tablet: o Motorola Xoom 2 não faz barulho. Dado que não existem peças móveis, como um disco rígido ou um ventilador, as únicas coisas que emitem ruído são as peças eletrônicas e o adaptador de força, e elas são muito silenciosas. As temperaturas do modelo de teste de 10,1 polegadas, são ideais. Inclusive sob carga pesada, o tablet nunca esquentou de forma desconfortável, e durante a navegação pela web ou escrevendo e-mails, o equipamento se sente frio nas mãos.

Carga Máxima
 24.5 °C25 °C27.6 °C 
 25.2 °C26.3 °C30.5 °C 
 27.4 °C29.1 °C31.5 °C 
Máximo: 31.5 °C
Médio: 27.5 °C
29.1 °C27.6 °C26.3 °C
30.5 °C28.8 °C27.1 °C
30.3 °C29.1 °C28.3 °C
Máximo: 30.5 °C
Médio: 28.6 °C
alimentação elétrica  40.6 °C | Temperatura do quarto 19.3 °C | Voltcraft IR-360

Duração da Bateria

A Motorola equipou o Xoom 2 com uma bateria de 7000 mAh que (segundo o fabricante) deveria fornecer até 10 horas de navegação pela web. Usamos o tablet durante vários dias e a bateria teve que ser carregada pouca vezes. Para os nossos fins de teste, carregamos a bateria completamente. Isto levou 5 horas e 10 minutos ao adaptador de força. Embora isto possa parecer muito, outros tablets, como o novo iPad, precisam de muito mais tempo para carregar. 

O consumo de energia do tablet sempre foi medido com a bateria completamente carregada. O Motorola Xoom 2 consome 1,7 W no modo standby. Outros tablets se saem melhor. Durante o modo inativo, o tablet nunca toma mais de 2,9 W e inclusive com a carga de trabalho mais pesada, o consumo permanece em 4,0 W. Isto significa que a duração da bateria deve ser bastante longa.

Consumo de energia

desligado 1.7 / 1.7 Watt
Ocioso 2.1 / 2.6 / 2.9 Watt
Carga 3.1 / 4.0 Watt
 
Key: min: , med: , max:         Voltcraft VC 940

Infelizmente, nossas esperanças são frustradas. O tablet funcionou durante 10 horas somente quando ajustamos o brilho no mínimo e desativamos o 3G e WLAN. Navegando com WLAN e brilho médio irá diminuir o tempo de duração do Xoom 2 para 6:17 horas e com brilho máximo, para quatro. A duração da bateria está muito atrás que a do predecessor. Apesar de tudo, a duração da bateria do Xoom 2 é boa.

Tempo de Execução da Bateria
Ocioso (sem WLAN, min brilho)
10h 27min
Navegar com WLAN
6h 17min
Carga (máximo brilho)
3h 47min

Veredicto

O nosso veredicto do Xoom 2 está dividido. Por um lado, o tablet tem um acabamento perfeito, uma tela brilhante e com boa resposta e todos os módulos de comunicação necessários. A veloz conexão 3G é um belo extra. Os ângulos de visão são ótimos graças ao painel IPS do tablet Motorola. Por outro lado, o Xoom 2 não resolveu todos os defeitos encontrados no predecessor. O tablet ainda engasga quando se executam comandos. O aumento do desempenho é modesto e não é notório no uso rotineiro. Muito pelo contrário: graças à comparação direta entre o Xoom e Xoom 2, descobrimos que , de fato, que o tablet "antigo" pode ser mais veloz. O modelo de 16 GB do Xoom 2 não possui um compartimento para cartões microSD, o que impede que o usuário estenda facilmente o armazenamento do tablet.

A capacidade multimídia é média. Embora a câmera tenha 5 megapixels, o longo tempo que leva para que o tablet tire uma foto, e a baixa qualidade quando as condições de iluminação são ruins, estragam a diversão com a fotografia. No entanto, quando as condições são as corretas, a câmera pode tirar boas fotos. Os vídeos são similares: o formato de 720p pode ser reproduzido com fluidez no Xoom 2. No entanto, os vídeos de 1080p variam na qualidade de reprodução, dependendo do reprodutor – engasgando, travando e com áudio e vídeo fora de sincronia. O som dos alto falantes integrados  é aceitável.

No geral, o Xoom 2 é um ótimo tablet. O baixo peso e a decente duração da bateria fazem com que o tablet seja um ótimo companheiro para a estrada. O Google Market – como o nome mudado para Play Store – tem aplicativos adequados para qualquer tarefa. No momento do nosso teste o Motorola Xoom 2 custa ao redor de 500 Euros na loja online. Não é barato, mas é um preço justo para um tablet tão bem montado.

Por cortesia da ...
Em Análise: Motorola Xoom 2 MZ616, por cortesia da:
Em Análise: Motorola Xoom 2 MZ616:

Especificações do portátil

Motorola Xoom 2 MZ616
Processador
Placa gráfica
PowerVR SGX540, Análises do: 304 MHz
Memória
1024 MB 
, RAM
Pantalha
10.1 polegadas 16:10, 1280x800 pixel, IPS, Brilhante: sim
Disco rígido
16 GB SSD, 16 GB 
Conexões
1 USB 2.0, 1 HDMI, Conexões Audio: Conector de 3,5 mm,
Funcionamento em rede
802.11 b/g/n (b g n ), 2.1 EDR Bluetooth, HSPA+
Tamanho
altura x largura x profundidade (em mm): 173.6 x 253.9 x 8.8
peso
602 g Suprimento de energia: 142 g
Bateria
Lítio-Ion, 7000 mAh
Preço
499 Euro
Sistema Operativo
Android 3.2
Características adicionais
Webcam: 1.3 MP, Motorola MotoCast, 24 Meses Garantia

 

Xoom 2 – Logotipo de boot
Xoom 2 – Logotipo de boot
Case à prova d’água
Case à prova d’água
Adaptador de força - frente e ...
Adaptador de força - frente e ...
... traseira (comparação de tamanho)
... traseira (comparação de tamanho)

Dispositivos de Entrada

Portáteis com o mesmo GPU e tamanho de tela

Portáteis com o mesmo GPU

Portáteis com o tamanho de tela e peso

» Breve Análise do Netbook Asus F102BA-DF047H
Radeon HD 8180, A-Series A4-1200
» Breve Análise do Conversível Samsung ATIV Tab 3 XE300TZC-K01DE
Graphics Media Accelerator (GMA) 3650, Atom Z2760

Links

 

 

Comparação de Preços

Pro

+Tela brilhante
+Ótimos ângulos de visão
+Iluminação
+Veloz WLAN e 3G
 

Contra

-As teclas não passam uma boa sensação
-Duração média da bateria
-Qualidade moderada da câmera

Resumindo

Do que gostamos

O Xoom 2 possui uma tela brilhante com bons ângulos de visão. Ele pode ser usado com facilidade e possui velozes módulos de comunicação.

O que gostaríamos de ver

Uma melhor câmera melhoraria o. A duração da bateria também poderia ser mais longa.

O que nos surpreendeu

As poucas mudanças com respeito ao predecessor, que é concorrente direto. O "antigo" Xoom pode ser comprado a um preço muito inferior.

A concorrência

A concorrência nos segmentos dos tablets é alta: Apple iPads, bem como outros tablets Android, como o Acer Iconia Tab A500 ou o Samsung Galaxy Tab 10.1.

Rating

Motorola Xoom 2 MZ616
04/02/2012 v2
Patrick Afschar Kaboli

Acabamento
91%
Teclado
40%
Mouse
86%
Conectividade
49%
Peso
98%
Bateria
92%
Pantalha
82%
Desempenho do jogos
25%
Desempenho da aplicação
40%
Temperatura
92%
Ruído
100%
Impressão
80%
Médio
73%
86%
Tablet *
Médio equilibrado
> Português - Home > Análises > Análises > Arquivo de análises próprios > Análise do Tablet/MID Motorola Xoom 2 MZ616
Patrick Afschar Kaboli, 2012-05- 8 (Update: 2012-05- 8)