Notebookcheck

Análise do Notebook Lenovo G550

Por: Martina Osztovits 02/10/09

Adeus IBM

O Lenovo G550 é parte da gama "Linha de Valor" e foi desenhado tendo em consideração o consumidor consciente do preço. Com 15.6 polegadas oferece um ambiente de trabalho confortavelmente amplo, apesar do seu ecrã resplandecente o tornar menos apto para um uso de escritório prolongado, ou para um uso de portabilidade em más condições de iluminação. As suas especificações sugerem que irá ter um bom desempenho, mas não foi projectado para aplicações intensas a nível de grafismo. As forças e fraquezas do G550 são exploradas de forma extensiva nesta análise.

Lenovo G550

Na altura que foi escrito, não pudémos encontrar qualquer notebook da série G da Lenovo na webpage Alemã, mas no site dos E.U. estão disponíveis três modelos diferentes: o G450 de 14 polegadas, o G550 de 15.6 polegadas com uma relação de imagem 16:9, e o G530 de 15.4 polegadas com um ecrã de 16:10.

Existem também diferentes versões disponíveis do G550. O nosso modelo em teste tinha os mesmos componentes que o modelo base americano (o 29582DU), que tem um processador Intel Pentium T4100 dual-core, um chip gráfico GMA 4500M integrado num chipset GL40, e 3GB de RAM juntamente com um disco duro de 250GB. Outras versões do G550 oferecem 4 GB de RAM e 320 GB de disco duro. Uma versão também tem uma placa gráfica Nvidia GeForce G105M.

Porém, além disto, não existem muito mais opções na altura de compra do G550. Ao contrário dos notebooks Dell que são extremamente personalizáveis, os componentes interiores são de uma forma global fixos e as únicas opções estão relacionadas com a garantia e acessórios.

Nos Estados Unidos pode encontrar um notebook relativamente semelhante, do ponto de vista de componentes, na gama da Lenovo 'IdeaPad'. Por exemplo, o modelo base do IdeaPad Y550 tem o mesmo processador e chip gráfico, 4GB de RAM e um disco duro de 320 GB, e assim deverá desempenhar de forma semelhante. Os IdeaPads vêm com diversas características multimédia das quais se sente a falta no G550 que testámos, contudo de acordo com informação no website americano do fabricante um porto HDMI está disponível nos modelos da série G selecionados.

Chassis

O G550 que testámos é predominantemente feito de plástico em preto fosco, com uma tampa texturizada. A sensação global do portátil é a que seria de esperar de plástico; a área de descanso dos pulsos sente-se ligeiramente áspera

De uma forma global o portátil é robusto. Porém, como vem sendo habitual no chassis, reparamos em algumas fraquezas  na área da drive óptica, com a cobertura em cima e por baixo da drive a dobrar de forma notável quando era aplicada pressão. Também, a área do teclado e a região sobre este não são particularmente resistentes a pressões. Uma escrita energética pode curvar a área do teclado, e uma vez que a junta entre o teclado e a fita sobre este não é completamente sólida, o teclado cede um pouco ao longo do seu extremo traseiro. Por outro lado, o chassis no seu todo mostra uma excelente resistência à torção, e a tampa apenas se torce um pouco quando se agarrar por um canto. Durante este teste e quando pressão é aplicada em vários pontos na tampa, o ecrã não mostra distorções. Os cantos do ecrã aparentam ser bastante firmes.

A cobertura das dobradiças é tão firme que é práticamente impossível alterar a sua posição com apenas uma mão. E ainda assim estas pequenas dobradiças também têm dificuldade em prender o ecrã em posição durante circunstâncias adversas tais como o abanar de uma viagem de comboio. A tampa treme de forma notável após o ângulo de visualização ter sido ajustado, e uma escrita energética irá fazer com que vibre de forma gentil. Uma vez que a tampa não tem mecanismo de fecho para o manter fechado, seria de esperar que as dobradiças o segurassem no sítio de maneira mais firme. Com o seu design angular a evidenciar-se da tampa, também permitem um ângulo de abertura de cerca de 135 graus.

Conectividade

Para um notebook de 15.6 polegadas a selecção de portos pode apenas ser descrita como escassa. A máquina tem três portos USB 2.0, saída VGA, LAN (RJ-45), jack de auscultadores e microfone e uma ranhura para bloqueio Kensington; sem leitor de cartões, ranhuras de expansão ou conexão de vídeo digital. Mas de acordo com o fabricante, os modelos da série G escolhidos estão equipados com um leitor de cartões 5-em-1 e uma saída HDMI.

A Lenovo também não irá vencer quaisquer prémios para o posicionamento dos portos, especialmente de canhotos. Dois portos USB estão directamente em frente da máquina, com os conectores LAN e VGA no meio do lado da mão esquerda e o terceiro USB no lado da mão direita, também em direcção à frente.

Frente: LEDs de estado, interruptor WLAN, jacks de microfone e auscultadores
Frente: LEDs de estado, interruptor WLAN, jacks de microfone e auscultadores
Direita: USB 2.0, drive óptica, conector de energia
Direita: USB 2.0, drive óptica, conector de energia
Traseira: Bateria
Traseira: Bateria
Esquerda: Ranhura de bloqueio Kensington, ranhura de ventilação, RJ-45 (LAN), VGA, 2x USB 2.0
Esquerda: Ranhura de bloqueio Kensington, ranhura de ventilação, RJ-45 (LAN), VGA, 2x USB 2.0

No que respeita a redes, a Lenovo incluíu um módulo Broadcom NetLink GB Ethernet (10/100/1000MB) e um módulo Broadcom 802.11 b/g wireless LAN. Opções tais como Bluetooth, um modem de banda larga integrado ou um modem RJ-11 foram ignoradas.

A webcam integrada na tampa do notebook é conveniente para videoconferência. Mais ainda, a ferramenta pré-instalada VeriFace oferece uma forma conveniente de login de utilizador. Uma vez que se registou uma imagem de cara do usuário, será automáticamente logado quando se sente em frente ao computador, isto quando a cara do usuário for reconhecida. Isto funciona bastante depressa e sem qualquer dor se as condições de iluminação forem boas e se sentar numa posição semelhante de cada vez. Mas a tecnologia de reconhecimento facial entra em disputa com iluminação escurecida devido a uma falta de contraste, e assim poderá ter que recorrer a fornecer uma palavra-chave manualmente.

Uma outra característica interessante é a ferramenta OneKey rescue, um sistema de funções de cópia de segurança e recuperação que até tem o seu próprio botão, directamente à direita do botão de ligar. Carregando neste, inicia o sistema de resgate OneKey baseado em Windows em vez do sistema operativo. Também, um sistema de segurança padrão e funções de recuperação, e uma ferramenta de anti-vírus foram integrados. Isto torna relativamente simples de reparar uma instalação defeituosa, voltar a um prévio ponto de recuperação, ou por outro lado voltar às definições de fábrica. A última só deverá ser tentada se o disco duro, a sua principal cópia de arranque, e a partição de recuperação não estiverem danificadas. Porém, a Lenovo não fornece um disco de recuperação de arranque. Consequentemente é aconselhável fazer um imediatamente após se comprar o portátil e após o primeiro arranque do Windows Vista, mesmo  com a ferramenta de recuperação OneKey, de forma a que tenha um disco à mão em caso de algum contratempo. O processo funciona em dois passos: primeiro, uma imagem é criada a partir da partição de sistema, depois um disco de recuperação pode ser feito a partir desta mesma imagem.

Outra das úteis ferramentas da Lenovo é a ReadyComm, que permite uma conveniente gestão de conexões de rede e permissões, e a Lenovo Energy Management, que é fácil de usar mas adquire algumas peculiaridades quando é utilizada em junção com o sistema de gestão energética do Vista.

Relativamente à garantia, a Lenovo oferece uma garantia básica de 12 meses (i.e. devolução à fonte) para o G550, que é padrão para este tipo de portátil.

 

Dispositivos de entrada

Teclado

Se está habituado a teclados com uma disposição padrão ou normalmente troca entre portáteis de diferentes tipos, rapidamente irá notar que a tecla de função e a tecla de controle trocaram de sítio. Mas uma vez que se habitue, isto não o irá incomodar mais. Tirando este factor, não existem quaisquer surpresas na disposição do teclado do G550, e fomos capazes de iniciar imediatamente a escrita sem qualquer problema. As teclas alfanuméricas relativamente largas e a tecla de enter de duas linhas são definitivamente positivas. Existe também um bloco numérico separado, apesar de ser necessário alguma habituação devido à sua disposição em três colunas.

As teclas têm um comprimento de batida bem medido e um ponto de retorno bem firme. Porém, quando se escreve energeticamente toda a área do teclado tende a balançar e o ruído que cria é bastante perceptível. Se escreve de alguma forma menos vigorosamente, então o ruído de fundo é aceitável.

Touchpad

A superfície em fosco do touchpad é relativamente suave mas permite fixar o cursor de forma precisa e sem esforço. Talvez uma superfície ligeiramente mais áspera teria tido uma melhor sensação.

As propriedades mecânicas dos dois botões de touchpad são satisfatórias. Também é fácil desligar o touchpad quando este não é necessário utilizando a combinação Fn-F8.

Teclas com função específica

Sem ser o interruptor WiFi no extremo frontal do notebook que permite activar e desactivar o módulo sem-fios, existe apenas uma outra tecla de atalho no G550 - o já mencionado botão OneKey rescue.

Teclado com...
Teclado com...
... bloco numérico
... bloco numérico
Touchpad
Touchpad

Ecrã

O ecrã LED de 15.6 polegadas tem uma resolução nativa de 1366 x 768 num formato widescreen (16:9). Comparado com os ecrãs 16:10, o usuário fica com um pouco mais de comprimento de ecrã mas perde alguns pixels de altura do seu ambiente de trabalho. Isto significa que pode ver filmes widescreen sem qualquer tira preta acima e abaixo da imagem, mas a perda de altura é uma pequena desvantagem quando se utilizam aplicações de escritório. Porque as aplicações mais comuns tais como processamento de texto, navegar na internet, e-mail e outros, são geralmente apresentados com uma orientação vertical, terá que fazer um scroll para baixo com maior frequência com um ecrã 16:9 do que tinha antes.

No segmento central do ecrã medimos um bom brilho máximo de 238 cd/m². O brilho declina desde este ponto em todas as direções, mas de maneira mais forte em direcção ao fundo do ecrã. Mas até o segmento mais escuro no canto esquerdo no fundo deu uma leitura de 204 cd/m², estabelecendo assim uma boa uniformidade de brilho de 86%. Não existiram pontos fracos no brilho que pudessem ser observados a olho nú.

210
cd/m²
218
cd/m²
221
cd/m²
211
cd/m²
238
cd/m²
220
cd/m²
204
cd/m²
206
cd/m²
209
cd/m²
Distribuição do brilho
Máximo: 238 cd/m² Médio: 215.2 cd/m²
iluminação: 86 %
Contraste: 209:1 (Preto: 1.14 cd/m²)
O Lenovo G550 no exterior
O Lenovo G550 no exterior

As cores são bem reproduzidas no ecrã, e também entregam uma boa relação de contraste de 209:1. Este valor é calculado utilizando o valor de preto de 1.14 cd/m² (o valor de brilho mínimo possível no segmento central do ecrã) e o brilho máximo possível no mesmo segmento.

Devido a uma superfície de ecrã fortemente reflectiva, não recomendaríamos o uso do G550 em exteriores. A definição de brilho máximo pode ser utilizada enquanto o portátil está em modo de bateria, mas ainda assim o ecrã incandescente leva a reflexões distrativas quando as condições de iluminação são desfavoráveis. Apesar do brilho do ecrã LED mitigar de alguma forma o efeito, ainda não é realmente possível trabalhar de forma feliz em espaços abertos devido a essas reflexões.

Como vem sendo habitual neste campo, a gama de ângulos de visualização na direcção vertical é relativamente limitada, onde apenas pequenos desvios do ângulo de visualização ideal produzem uma perda de contraste e consequentemente um excesso de brilho ou escurecimento do ecrã. Na horizontal a gama de ângulos de visualização aceitáveis é mais generosa, mas irá claro encontrar mais reflexões irritantes desta forma.

Ângulos de visualização do Lenovo G550
Ângulos de visualização do Lenovo G550

Desempenho

Equipado com um processador Intel Pentium T4200, um chip gráfico GMA 4500M da Intel integrado no chipset GL40, e 3 GB de RAM, o Lenovo G550 cai redondamente na categoria de notebook de escritório, no que diz respeito ao desempenho. O nosso modelo de teste representa o menos potente disponível na sua gama. O modelo de topo nos E.U. é o  G550 295839U que vem com um processador Core 2 Duo T6600 (2.20GHz 800MHz 2MB), uma placa gráfica Nvidia GeForce G105M e 4GB de RAM. Mas agora, analisemos os componentes em detalhe.

O processador Pentium T4200 é um CPU 2.00GHz dual-core com 1M cache e 800MHz FSB. É um processador 'Penryn' e é fabricado utilizando um processo de litografia de 45nm. Com um design termico de potência de 35 Watt, não é uma versão energéticamente eficiente. Os que procuram mais detalhes tecnicos deverão ir até ao website do fabricante. De acordo com os nossos testes de benchmark (Cinebench Single and Multi-Rendering), o desempenho do processador do nosso modelo de teste está a par com outros processadores 2.00GHz dual-core da Intel, tais como o Intel Core 2 Duo T7250 no Dell Latitude E5500 ou o Asus B80A, ou o Core 2 Duo T5800 que aparece por exemplo no Acer Aspire 69930G. Para mais comparações pode dar uma vista de olhos na nossa lista de benchmarks de processadores para portáteis.

O chip gráfico GMA 4500M, integrado num chipset GL40, é essencialmente um GMA 4500M HD com uma velocidade de relógio inferior. A força destes chips permanece mais no seu baixo consumo energético do que no seu desempenho. Mas é suficiente para tarefas pouco exigentes tais como um uso em escritório ou de internet, e é suficiente para o Aero do Vista. O chip suporta DirectX 10.0 e pode descodificar filmes HD (apesar  de que irá possivelmente ter dificuldades com 1080p). Simplesmente não é suficientemente potente para um suporte completo de blu-ray. A sua habilidade em renderizar gráficos 3D também cai no extremo inferior da escala. Apenas jogos de computador pouco exigentes nas suas definições de detalhe mínimas podem ser jogados fluentemente. Para mais informação relativamente ao desempenho de jogo de placas gráficas, veja o nosso artículo 'Jogos de Computador em Placas Gráficas de Portáteis?'. Pode esperar melhores gráficos do modelo de topo da série G550, que tal como já foi mencionado está equipado com uma placa gráfica Nvidia GeForce G105M. Mas mesmo esta é considerada um nível de entrada para multimédia, com jogos modernos intensivos a nível de grafismo apenas será possível jogar fluentemente com definições de detalhe no mínimo.

Com 3GB DDR3 de RAM, o G550 vem já equipado com a máxima quantidade de memória possível considerando o pré-instalado Windows Vista Home Premium 32-Bit. Em teoria, mesmo alguém sem muito conhecimento tecnico seria capaz de realizar uma actualização de memória através do painel de acesso no lado inferior do notebook. Porém, deverá considerar que devido às peculiaridades técnicas da arquitectura do processador, 4 GB de RAM não serão optimamente utilizados juntamente com um sistema 32-Bit. Também com 4GB de RAM iria tingir o maximo suportado pelo chipset GL40

O disco duro da Western Digital, um  WD2500BEVT-22ZCT, tem 5.400 rpm e uma capacidade total de 250 GB. Medímos o seu desempenho utilizando a ferramenta HDTune e os resultados são perfeitamente normais, caindo no meio da gama de discos duros comparáveis. Nos E.U., modelos com discos duros de 320GB estão disponíveis (também com 5.400 rpm).

Deveríamos também mencionar neste ponto a drive óptica, um DVD RW AD-7580S da Sony Optiarc Inc.

O G550 aparenta lidar bem com uma utilização moderna de escritório e de internet. O processador dual-core tem a vantagem sobre processadores single-core quando se correm várias aplicações de forma simultânea. Isto é particularmente útil quando se considera que os anti-virus e outros processos em plano de fundo estão sempre a requisitar capacidades do processador.

Informação de Sistema CPUZ CPU
Informação de Sistema CPUZ Cache
Informação de Sistema CPUZ Mainboard
Informação de Sistema CPUZ RAM
Informação de Sistema CPUZ RAM
Informação de Sistema CPUZ RAM
Informação de Sistema GFX
Informação de Sistema HDTune HD
Informação de sistema para o Lenovo G550
PCMark 05 Standard
3910 pontos
PCMark Vantage Result
2741 pontos
Ajuda
3DMark 2001SE Standard
4084 pontos
3DMark 03 Standard
1794 pontos
3DMark 05 Standard
1090 pontos
3DMark 06 Standard
618 pontos
Ajuda
Cinebench R10 Rendering Single 32Bit
2021
Cinebench R10 Rendering Multiple CPUs 32Bit
3801
Cinebench R10 Shading 32Bit
733
Ajuda
WDC Scorpio Blue WD2500BEVT-22ZCT
Velocidade de Transferência Mínima: 34.2 MB/s
Velocidade de Transferência Máxima: 70.2 MB/s
Velocidade de Transferência Média: 55.8 MB/s
Tempo de Acesso: 19.6 ms
Índice de Explosão: 62.3 MB/s
Uso da CPU: 10.7 %
Latências DPC
Latências DPC

Também testámos as latências em ambiente Vista com a ferramenta DPC Latency Checker. Devido a que os valores escorregavam para a área vermelha por diversas vezes, problemas irão provavelmente surgir quando se sincronizam dispositivos externos, tais como estalidos de som quando se utiliza uma placa de som externa.

Emissões

Ruído

Numa temperatura ambiente de cerca de 23 graus Celsius, o G550 normalmente produz um valor despreocupante de 29.6 dB(A). Apenas ocasionalmente o ventilador se inicia, incrementando o nível de ruído para 36.6 dB(A). Com uma utilização pesada do CPU e do GPU, o ventilador aumenta a sua velocidade de forma notável e atinge um ruído máximo de 41.3 dB(A).

Barulho

Ocioso
29.6 / 29.6 / 36.6 dB
HDD
31.2 dB
DVD
40.2 / 47.5 dB
Carga
36 / 41.3 dB
 
 
 
30 dB
silencioso
40 dB(A)
audível
50 dB(A)
ruidosamente alto
 
min: dark, med: mid, max: light    (15 cm de distância)

Temperatura

O G550 que testámos não aqueceu excessivamente, mesmo com uma utilização pesada, apresentando uma média de 34.5 graus Celsius no lado superior e 35.2 graus no lado inferior. Porém, a temperatura corporal foi trespassada em ambos os lados. Também, uma vez que é pouco provável que se vá utilizar esta máquina com a potência máxima de processamento por períodos extensos, tal como se estivesse a jogar computador, por exemplo, os valores que medímos com uma utilização mais ligeira serão na prática mais relevantes. Aqui o lado intefiror do notebook atingiu um máximo de de 40.2 graus, mais que com uma utilização pesada (onde ocorre um máximo de 38.2 graus para o lado inferior). 

Carga Máxima
 36.9 °C37.8 °C32.9 °C 
 36.3 °C36.9 °C31.5 °C 
 34 °C36.2 °C27.6 °C 
Máximo: 37.8 °C
Médio: 34.5 °C
36.4 °C36.1 °C38.2 °C
32.9 °C37 °C37.8 °C
28.4 °C33.8 °C35.8 °C
Máximo: 38.2 °C
Médio: 35.2 °C

Colunas

As duas colunas, integradas no extremo frontal do portátil, têm um som agradável e relativamente equilibrado, considerando que não existe um subwoofer. Tal como seria de esperar, o som é algo fraco em graves.

A qualidade de som através da conexão 3.5mm para auscultadores está bem projectada e vai de encontro com as nossas expectativas.

Duração da bateria

Máxima duração de bateria (Reader's Test)
Máxima duração de bateria
Mínima duração de bateria (Classic Test)
Mínima duração de bateria

A Lenovo equipou o G550 com uma bateria de Iões de Lítio de seis células com uma capacidade de 48Wh. Actualmente, não são oferecidas outras opções de bateria. Mas mesmo com uns meros 48Wh, o G550 consegue entregar uma duração de bateria útil, graças às definições gráficas e ao ecrã LED energéticamente eficiente. No melhor cenário possível, com um uso leve e mínimas definições de brilho, rede sem-fios desligada, e modo de poupança energética ligado, pode trabalhar por cerca de 5 horas e meia longe de uma tomada eléctrica. O nosso teste BatteryEater Reader que simula a leitura de documentos neste cenário, deu um resultado de 326 minutos. Claro que de forma admissível não iria ler de forma confortável com o ecrã escurecido a esta extensão.

No pior cenário possível, com um uso pesado e com a rede sem-fios ligada, máximo brilho de ecrã, e o perfil de alto desempenho selecionado, o teste BatteryEater Classic entrega um resultado de cerca de 100 minutos (uma hora e 40 minutos).

Ficámos claro particularmente interessados em ver os resultados de um teste WLAN mais realista. Com um brilho mais adequado (nível 6 de 10), e o perfil de poupança energética ligado, conseguimos drenar a bateria em 190 minutos, o que corresponde a 3 horas e 10 minutos. Isto permite que navegue na internet, dependendo da bateria, por algum tempo e sem interrupções.

A energia da bateria durante a reprodução de um DVD é mais ou menos aceitável. Com 116 minutos (1 hora e 56 minutos) pode disfrutar de um filme de duração média (90 minutos aproximadamente) enquanto se viaja.

Consumo de energia
desligadodarklight 0.1 / 0.3 Watt
Ociosodarkmidlight 8.4 / 13.9 / 14.9 Watt
Carga midlight 30.3 / 41 Watt
 color bar
Key: min: dark, med: mid, max: light        
Tempo de Execução da Bateria
Ocioso (sem WLAN, min brilho)
5h 26min
Navegar com WLAN
3h 10min
DVD
1h 56min
Carga (máximo brilho)
1h 40min

Veredicto

Aqueles que pensam que a Lenovo pode apenas produzir sólidos notebooks empresariais deveriam pensar uma vez mais. Cada vez mais a Lenovo também oferece notebooks com preços razoáveis para o consumidor, e o G550 é um exemplo. A sua principal característica de venda é a sua acessibilidade.

Em retorno, tem que aceitar que lhe faltam diversas características dos classicos portáteis de negócios. O ecrã altamente reflectivo significa que o G550 não está apto para um uso a longo termo como máquina de trabalho em escritório. Reflexões distractivas ocorrem com pobres condições de iluminação em interiores, e no exterior é ainda pior. É incerto do website do fabricante se uma versão em fosco irá ser oferecida. Todos os modelos estão simplesmente listados como tendo um “TFT LED 15.6 polegadas WXGA  com iluminação traseira  1366 x 768.”

Diversos portos práticos, que irá certamente encontrar em outros portáteis de preço semelhante, estão ausentes. Por exemplo, o G550 que testámos vinha sem um leitor de cartões, ranhura de expansão ou conexão digital de vídeo. Relativamente a redes, a Lenovo concentrou-se nos fundamentais, LAN e WLAN, sacrificando o Bluetooth, Firewire, e modem de banda larga em favor de um preço mais baixo

Da mesma forma, o excelente joystick TrackPoint, uma marca registada das séries empresariais ThinkPad da Lenovo, foi omitido. Porém, ambos o teclado e o touchpad são satisfatórios.

No geral, não é inteiramente claro para que mercado o G550 está a apontar. Consumidores consientes do preço são certamente um alvo demográfico, mas certos portos em falta (vídeo digital/ portos de áudio) tornam o G550 inapto como notebook multimédia de nível inicial, mesmo a versão com a placa gráfica Nvidia G105M. O ecrã lustroso significa que não é o ideal como máquina para trabalho a longo termo ou como portátil de negócios. O que permanece é um notebook com uma forte predisposição em direcção a simples tarefas de escritório e de internet, oferecendo um bom desempenho para os consumidores com absolutamente nenhuma exigência por níveis altos de grafismo (no melhor, mínimo de exigência, dependendo de que modelo se opta). Para os que têm a portabilidade em mente, uma máquina mais pequena com melhores redes e uma duração de bateria longa seria provavelmente preferível.

Lenovo G550
Lenovo G550
Lenovo G550
Lenovo G550

Muitos agradecimentos à firma Notebook.de que de forma gentil nos emprestou o modelo para testes. Pode personalizar e comprar o portátil aqui.

Em análise: Lenovo G550
Em análise: Lenovo G550, gentilmente cedido por:

Especificações do portátil

Lenovo G550 (G550 Serie)
Memória
3072 MB 
, PC3-8500F (533 MHz) DDR3
Pantalha
15.6 polegadas 16:9, 1366x768 pixel, Brilhante: sim
placa mãe
Intel GL40
Disco rígido
WDC Scorpio Blue WD2500BEVT-22ZCT, 250 GB 
, 5400 rpm
Placa de Som
Conexant High Definition SmartAudio 221
Conexões
3 USB 2.0, 1 VGA, 1 Kensington Lock, Conexões Audio: Microfone, Auscultadores
Funcionamento em rede
Broadcom NetLink Fast Ethernet (10/100MBit), Broadcom 802.11 b/g (b/g)
Unidade ótica
Optiarc DVD RW AD-7580S
Tamanho
altura x largura x profundidade (em mm): 3.9 x 37.5 x 24.6
Bateria
48 Wh Lítio-Ion, 6 células (4.10 Ah, 11.1 V)
Sistema Operativo
Microsoft Windows Vista Home Premium 32 Bit
Camera
Webcam: Lenovo EasyCamera
Características adicionais
Diverso software Lenovo (EasyCapture, Veriface 3.5, Energy Management, OneKey Recovery, ReadyComm 5.0), Power2Go, MS Office 2007 (Trial Version), 12 Meses Garantia
peso
2.47 kg, Suprimento de energia: 390 g
Preço
450 Euro

 

Elegante no exterior com uma tampa texturizada...
Elegante no exterior com uma tampa texturizada...
Uma gama de ferramentas Lenovo bastante úteis: ReadyComm (conexões de rede e permissões)...
Uma gama de ferramentas Lenovo bastante úteis: ReadyComm (conexões de rede e permissões)...
... Energy Managemente em vez do gestor energético do Vista...
... Energy Managemente em vez do gestor energético do Vista...
... e recuperação OneKey, que pode facilmente...
... e recuperação OneKey, que pode facilmente...
... ser iniciada utilizando a tecla de atalho.
... ser iniciada utilizando a tecla de atalho.
O lado inferior do notebook pode ficar bastante quente. Por outro lado, o Lenovo G550 é bastante silencioso.
O lado inferior do notebook pode ficar bastante quente. Por outro lado, o Lenovo G550 é bastante silencioso.
A qualidade de som também não é má.
A qualidade de som também não é má.
Manutenção é tornada fácil: Disco Duro...
Manutenção é tornada fácil: Disco Duro...
... memória...
... memória...
... componentes de sistema.
... componentes de sistema.
Duração de bateria razoável e...
Duração de bateria razoável e...
... e um touchpad padrão com função vertical de scroll - infelizmente sem o TrackPoint ThinkPad.
... e um touchpad padrão com função vertical de scroll - infelizmente sem o TrackPoint ThinkPad.
Um teclado confortável. Infelizmente treme de alguma forma se se escreve demasiado energéticamente...
Um teclado confortável. Infelizmente treme de alguma forma se se escreve demasiado energéticamente...
... o Lenovo G550 está direccionado para o consumidor consciente de custos. Mas porém quando o tenta posicionar...
... o Lenovo G550 está direccionado para o consumidor consciente de custos. Mas porém quando o tenta posicionar...
... o ofuscante ecrã LED fica infestado de reflexões.
... o ofuscante ecrã LED fica infestado de reflexões.
A selecção de portos é miserável. E com dois portos USB na frente, VGA e LAN no meio...
A selecção de portos é miserável. E com dois portos USB na frente, VGA e LAN no meio...
... o seu posicionamento é do menos prático para esquerdinos.
... o seu posicionamento é do menos prático para esquerdinos.
Um terceiro porto USB está colocado perto da frente no lado da mão direita...
Um terceiro porto USB está colocado perto da frente no lado da mão direita...
... onde irá também encontrar a drive óptica e a ranhura de energia.
... onde irá também encontrar a drive óptica e a ranhura de energia.
As dobradiças são relativamente pequenas...
As dobradiças são relativamente pequenas...
... e limitam a abertura do portátil.
... e limitam a abertura do portátil.
O extremo frontal agradavelmente inclinado com LEDs de estado, interruptor WiFi...
O extremo frontal agradavelmente inclinado com LEDs de estado, interruptor WiFi...
... e os portos áudio padrões 3.5mm.
... e os portos áudio padrões 3.5mm.
... bom desempenho global com um CPU Intel Pentium T4200, chip gráfico GMA 4500M e 3GB de RAM.
... bom desempenho global com um CPU Intel Pentium T4200, chip gráfico GMA 4500M e 3GB de RAM.

Notebooks semelhantes

Portáteis de um fabricante diferente e com CPU diferente

Análise do Portátil HP ProBook 4510s
Graphics Media Accelerator (GMA) 4500M, Core 2 Duo T6570

Portáteis com o tamanho de tela e peso

Breve Análise do Portátil Lenovo V320-17IKB (7200U, FHD)
HD Graphics 620, Core i5 7200U, 17.3", 2.8 kg
Breve Análise do Portátil Lenovo ThinkPad T470s (7300U, FHD)
HD Graphics 620, Core i5 7300U, 14", 1.362 kg

Hiperligações

Compare preços

Pro

+Teclado confortável com um bloco numérico
+O chassis tem um acabamento em fosco
+Bom desempenho
 

Contra

-Ecrã reflectivo
-Escolha limitada e pobre posicionamento de portos

Em atalho

O que gostámos

Acima de tudo o preço, mas também o bom desempenho.

O que sentímos falta

... depende de onde se pretenda utilizar o portátil. Mas também, informação mais detalhada no website do fabricante.

O que nos surpreendeu

Que o departamento de marketing da Lenovo fale com toda a seriedade de 'gráficos supercarregados e jogabilidade', apesar das definições básicas de gráficos do G550.

A competição

Máquinas de 15 e qualquer coisa polegadas acessíveis tais como Dell Vostro 1520 ou o HP Probook 4510s, apesar destes modelos estarem orientados mais em direção ao mercado empresarial. O  HP Compaq 6735s poderia também ser uma alternativa interessante.

Avaliação

Lenovo G550 - 10/04/2009
Martina Osztovits

Acabamento
82%
Teclado
88%
Mouse
86%
Conectividade
75%
Peso
81%
Bateria
81%
Pantalha
80%
Desempenho do jogos
56%
Desempenho da aplicação
78%
Temperatura
87%
Ruído
96%
Impressão
80%
Médio
81%
83%
Office - Médio equilibrado
Please share our article, every link counts!
> Análises e revisões de portáteis e celulares > Análises > Análises > Arquivo de análises próprios > Análise ao Notebook Lenovo G550
Martina Osztovits, 2009-10-26 (Update: 2012-07-19)